logo

Fora dos trilhos

 

A overdose de informações proporcionada pela lista do ministro Fachin está deixando o respeitável público enfarado. Por conta do que delataram os diretores da Odebrecht já foram abertos 293 inquéritos. Outros mais são aguardados. A fina flor da inteligência política está lá. Não ficou ninguém de fora. Até o falecido ex-governador Leonel Brizola foi lançado neste mar de lama.

A chamada “Delação do Fim do Mundo” provocou todos os estragos previamente imaginados.  Os desdobramentos desta história darão muitos panos para mangas. Bem como levarão décadas para terem um desfecho qualquer.

Os tribunais brasileiros, seja a Corte Suprema ou as instâncias inferiores, não têm fôlego e tampouco pernas para apurar, julgar, punir ou absorver essa multidão de políticos catalogados no departamento de propinas da maior empreiteira do País.

No fundo, o distinto público está querendo saber qual é a saída para tal barafunda? Atordoada com o volume de informações e com as manipulações que deverão fazer com elas a grande mídia ainda não teve tempo para responder tal questionamento. Alguns editorais – da Folha de S.Paulo, de O Globo e do Estadão – sugerem que a encrenca – uma das mais complexas da história do País – encontrará soluções na Justiça ou através de um reforma política.

– See more at: http://marceloauler.com.br/fora-dos-trilhos/#sthash.NG95JO39.dpuf

 

 

Publicado por

Comentar!?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *